» Samsung Conecta SP_Urban » Auditório Ibirapuera dia 17/9/2016 a partir das 19 horas

Olhem só que “inferno”! Flagrante conduta delituosa (crime de poluição sonora) perpetrada pela prefeitura do sr.  Haddad e os organizadores do evento, sob o patrocínio lamentável do banco itaú e da Samsung! Todos os que moram nas redondezas estão sofrendo perturbações ruidosas enormemente superiores aos limites legais! Ministério Público, já passa da hora de colocar paradeiro a esse descalabro!

Fonte (original): http://www.auditorioibirapuera.com.br/2016/09/02/samsung-conecta-sp_urban/

No dia 17 de setembro, a partir das 19h, o Auditório Ibirapuera será palco de algumas atrações do  Samsung Conecta SP_Urban, que está em sua quarta edição. O festival de tecnologia em espaço público traz para a plateia externa da casa três pocket shows (com as bandas Tigre Dente de Sabre, Superdose e Boogarins), uma performance generativa multimídia (de Fernando Velázquez) e a transmissão de obras visuais nos intervalos das apresentações

A escolha das atrações se deu, segundo Marília Pasculli, curadora do evento, pelo trabalho e pela trajetória de cada artista, além da coerência com a plataforma expositiva. “Nós selecionamos os maiores destaques de projeção mapeada”, explica. “As bandas vão ter um suporte visual conforme forem se apresentando […] Com um complemento visual desse tamanho, gerado ao vivo, teremos uma experiência visual e sonora, da música e da arte como um todo.”

Quem abre a noite é o artista Fernando Velázquez, com a performance audiovisual generativa Mindscapes. “Ele é o único artista visual que vai ‘performar’ no palco”, conta Marília. “O trabalho questiona a ideia de paisagem relacionada à atividade cerebral, ao pensamento, ao imaginário. Ele usa toda essa questão dos algoritmos, da arte digital, para tratar dos fluxos de relacionamento, dos sistemas, de como percebemos o mundo e construímos conhecimento e memória através desse olhar.”

A banda Tigre Dente de Sabre sobe ao palco na sequência, iniciando a série de pocket shows, com suporte visual do duo Vjzaria – formado pelos artistas Vinícius Luz e Edgar Salem. Depois, é a vez da Superdose em sincronia com o artista Muti Randolph. A Boogarins fecha a noite – em seu primeiro show após uma turnê no exterior – acompanhada da performance multimídia do United VJs, coletivo internacional de artes visuais.

O grande destaque desta quarta edição do festival – que teve início em 2012 na Avenida Paulista – é sua extensão para outros pontos da cidade de São Paulo, como o Auditório Ibirapuera. Levando a arte visual digital para os mais diversos públicos, o SP_Urban (clique aqui para acessar a programação completa do evento) propicia novas relações e possibilidades comunicacionais, agregando ao espaço público diferentes funções sociais.

“A arte digital questiona como nos relacionamos no mundo de hoje, que está mudando cada vez mais com as novas tecnologias”, diz Marília. “Ela faz a ligação do ambiente com a sociedade de maneira estética e expressiva. As tecnologias e as conexões digitais estão em todas as cidades, enraizadas. Os fluxos de informação cortam as cidades e fazem parte do nosso dia a dia, mesmo que a gente não perceba claramente.”

 

887 total views, 6 views today

Esta entrada foi publicada em Destaque, Desvalorização imobiliária, Eventos, Festas, Notícias (Clipping), Polícia, Prefeitura, Psiu, Saúde. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta