“Som sim barulho não”

Olhem que interessante essa campanha levada a efeito de maneira voluntária e por iniciativa do Ministério Público de Pernambuco em junho de 2010. O trabalho, certamente, deveria servir de exemplo para o resto do Brasil! Nossos cumprimentos a todos os envolvidos, em especial ao MPP e às agências italobianchicom e MartPet.

Abaixo cartazes da campanha e o texto publicado na página da italobianchi:

Durante o dia a dia da atividade de uma agência de comunicação seus profissionais trabalham para lançar produtos, construir imagens de marcas, informar consumidores, estimular compras, criar novos hábitos e uma infinidade de outras coisas inerentes à especialidade que exercem.

Essa gente trabalha boa parte do tempo em tarefas para contribuir com o sucesso comercial de um produto ou serviço e são poucas as oportunidades de desenvolver um trabalho visando mudar um comportamento social em benefício de uma comunidade.

No final do ano passado, uma dessas raras oportunidades surgiu, por obra e iniciativa do Ministério Público de Pernambuco. Veículos e agências de comunicação foram convidados a conhecer o projeto do MPPE, através do Promotor André Silvani da Silva Carneiro – Coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Meio Ambiente –, para produzir uma campanha contra a poluição sonora.

As agências italobianchicom e MartPet, através de seus representantes presentes no encontro, se colocaram à disposição, de forma voluntária, para criar e produzir uma campanha no sentido de mobilizar a sociedade pernambucana contra os danos causados pela poluição sonora.

O tema sensibilizou o lado cidadão das equipes das duas agências, dos fornecedores de produção e dos meios de divulgação, os quais colocaram seus espaços à disposição para veicular a campanha.

Nasceu aí a campanha “Som sim barulho não”. Filmes, spots, anúncios, hot site, cartilha, vídeo, uma coletânea de peças foi o arsenal dessa batalha pela educação e respeito ao cidadão. Campanha no ar e os resultados foram imediatos. As ligações para o Disque Denúncia sobre os abusos sonoros aumentaram significativamente. A força policial passou a agir tratando o assunto como um crime e a coibir aqueles que desrespeitam as regras da boa convivência e respeito com o próximo. E a justiça intensificou as ações e punições para as ocorrências.

E para coroar o engajamento de tanta gente por essa causa de cidadania, a campanha “Som sim barulho não” acaba de conquistar o Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça na categoria de campanha publicitária. É um orgulho ter esse reconhecimento pelo trabalho que, nesse caso, uniu coração de publicitário com alma de cidadão.

Fonte (original): http://www.italobianchi.com.br/
Link: clique 

1,057 total views, 6 views today

Esta entrada foi publicada em 190, barulho, Campanhas, Cartilhas, Destaque, Estudos, Linkedin, Ministério Público, Notícias (Clipping), Orientações, Pancadões, Polícia, Poluição sonora, Poluição sonora, Soluções para problemas de barulho e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta