Briga por causa de barulho acaba em morte

Fonte (original): http://www.parana-online.com.br/editoria/policia/news/594862/?noticia=BRIGA+ACABA+EM+MORTE+NA+FRENTE+DO+SHOPPING+AGUA+VERDE

Briga acaba em morte na frente do Shopping Água Verde

Morador de edifício matou um rapaz que fazia barulho no calçadão

Por Márcio Barros, O Estado Do Paraná – 22/02/2012 – 08:05

Uma semana depois de discutir com o morador de um prédio, na Rua Mato Grosso, Água Verde, Andersandio Soares Franco, 22 anos, o “Lacraia”, foi morto com vários tiros, a poucos metros da portaria do Edifício Missões. O crime aconteceu por volta das 18h, quando os dois voltaram a se encontrar, trocaram ofensas e lutaram, até que o homem, identificado como Adailton, de cerca de 40 anos, sacou a arma e atirou.

O edifício fica em cima do Shopping Água Verde e a portaria, no calçadão, ao lado do shopping. Segundo testemunhas, “Lacraia” morava a algumas quadras do local e tinha vários amigos que moravam no mesmo edifício do assassino.

Um morador, que não quis se identificar, disse que, no dia 15, Adailton, incomodado com o barulho feito pelos rapazes que costumavam andar de skate e ficar conversando e bebendo na frente do prédio, pediu que parassem com o barulho. “Ele chegou na rodinha e tiraram sarro dele. Toda a ação foi filmada pelo “Lacraia”. Ficamos sabendo que aconteceu até agressão, mas ficou por isso”, explicou.

No final da tarde de ontem, Adailton saía do prédio e viu “Lacraia” sentado no banco do calçadão e se aproximou, dizendo que queria conversar. No entanto, foi surpreendido com a reação violenta do rapaz que partiu para socos e pontapés. “A gente só ouviu os tiros e viu o rapaz no chão”, contou o homem.

Suspeito

O delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios, disse que vários moradores confirmaram a confusão há uma semana, mas não acreditavam que poderia ter acabado dessa forma. “Já temos a identificação do suposto autor e vamos tentar localizá-lo. caso contrário, esperar que ele se apresente na delegacia”, explicou o delegado.

Enquanto o corpo do rapaz era recolhido pelo Instituto Médico-Legal, alguns amigos da vítima avisaram à polícia que o assassino estava com o carro estacionado, em um posto de combustível, próximo do local. O suspeito foi detido e levado para a DH, mas era irmão do suposto assassino. “Ele nem sabia o que estava acontecendo. Foi ouvido e liberado”, completou Recalcatti.

 

 

 

539 total views, 6 views today

Esta entrada foi publicada em Notícias (Clipping). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta