Nova arma sonora: os canhões de som LRAD

Entenda o que é o canhão de som LRAD, usado pela polícia nos protestos em Ferguson

Por: Roberto Baldwin
14 de agosto de 2014 às 19:46

Fonte (original): http://gizmodo.uol.com.br/canhao-som-lrad/

yr5djh13aht5tl78hkyo

Depois que Michael Brown, um jovem negro, foi morto por um policial em Ferguson, Missouri, os protestos estão pegando fogo, e o departamento de polícia da cidade está absurdamente armado com todo tipo de equipamento para controlar distúrbios, como gás lacrimogêneo, granadas de efeito moral, balas de borracha e mais um monte de coisa. Um dos armamentos mais polêmicos é o canhão de som LRAD. Mas qual o perigo que um pouco de barulho pode oferecer? Bem, muito perigo, na verdade.

O canhão de som LRAD é uma arma acústica e um dispositivo de comunicação…

Desenvolvido pela LRAD Corporation para transmitir em longas distâncias mensagens e tons “dissuasivos” causadores de dor. Os aparelhos vêm em várias iterações que podem produzir diferentes graus de som. Eles podem ser montados em veículos ou carregados na mão. O canhão produz um som que pode ser direcionado a um ângulo de até 30 graus, e o modelo militar LRAD 2000X pode transmitir comandos de voz de até 162dB a até 8,85 km de distância.

…que dispara ondas de som “não-letais”…

A LRAD diz que qualquer pessoa a até 100 metros de distância do canhão irá sofrer uma dor extrema. A versão utilizada geralmente pela polícia (o LRAD 500X) é projetada para se comunicar a até 2 km, em condições ideais. Num ambiente típico ao ar livre, o dispositivo pode ser ouvido a 650 metros. O 500X é também capaz de disparos curtos de som direcionado, que causam dores de cabeça severas em qualquer pessoa que esteja a 300 metros. Qualquer um a 15 metros de distância pode sofrer perda de audição permanente. A LRAD diz que o aparelho não é uma arma, e sim um “dispositivo de comunicação de som direcionado”.

…e evita que pássaros atinjam aviões…

Os sistemas da LRAD são usados em aeroportos para impedir que aves fiquem no caminho das aeronaves. O impedimento bioacústico ajuda a evitar colisões com pássaros, como o que causou o afundamento do voo 1549 no rio Hudson. Neste contexto, o LRAD pode transmitir tons e barulhos de predadores para manter as aves afastadas.

…mas também está sendo usado contra ativistas…

O aparelho da LRAD foi usado em várias ocasiões contra ativistas nos Estados Unidos. A primeira vez que se tem notícia foi em Pittsburgh, durante a reunião do G20 em 2009. A polícia da mesma cidade usou novamente depois do Superbowl de 2011. O LRAD foi utilizado ainda várias vezes contra os manifestantes do Occupy em Oakland e, recentemente, contra os ativistas do Occupy Wall Street no parque Zuccotti.

…e pode ter efeitos colaterais a longo prazo.

O uso do dispositivo tem sido criticado por causa do potencial de perda permanente da audição. O desconforto no ouvido humano começa quando o som atinge 120dB, bem abaixo do limite do LRAD. A perda permanente de audição começa em 130dB, e se o canhão for ligado em 140dB, qualquer um no alcance dele vai não apenas sofrer perda de audição como também pode perder o equilíbrio e ser incapaz de se mover e sair da trajetória do som. O dispositivo também é totalmente dependente da operação manual, o que pode ter desdobramentos sérios caso o policial que estiver usando a arma não tiver treinamento suficiente.

Imagem via jbouie

Este post foi publicado originalmente em 2011, e atualizado para refletir o uso do LRAD em Ferguson, Missouri

1,605 total views, 6 views today

Esta entrada foi publicada em Notícias (Clipping), Polícia, Prefeitura, Psiu, Soluções para problemas de barulho, Tecnologia e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta