Notícias

http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/festa-em-mansao-termina-com-camaro-apreendido-e-jovens-detidos-pela-pm
Editorias

Capital

21/04/2016 15:08Festa em mansão termina com Camaro apreendido e jovens detidos pela PMRicardo Campos Jr.

Mansão onde jovens foram detidos no Carandá Bosque (Foto: Ricardo Campos Jr.)

Confusão provocada pelo barulho de uma festa em uma mansão no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande, terminou com a apreensão de um Camaro e algumas pessoas detidas por desacato. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (21) na esquina das ruas Tropeiro e Nagib Ourives.

O vendedor Cássio de Lima, 52 anos, mora perto do local. Ele conta que um grupo de jovens estava reunido na residência ouvindo música alta e bebendo. O evento começou às 23h de ontem e prosseguiu durante a madrugada, incomodando os vizinhos.

“Esse povo faz festa há dois, três anos”, conta a testemunha. Lima relata que um homem cujos pais têm Doença de Alzheimer e não conseguiam dormir por conta do barulho foi várias vezes ao local pedir para que o volume do som fosse reduzido.

“Na quinta vez ele entrou na casa e foi agredido, foi então que chegou a PM”, relata. O vendedor afirma que os jovens desacataram e xingaram os militares e um deles chegou a jogar cerveja na equipe. O BPChoque (Batalhão de Choque) precisou ser acionado e alguns dos rapazes foram levados para a delegacia.

Os agentes constataram ainda que a documentação do carro de luxo estava irregular, segundo Lima, e por isso apreenderam o veículo.

Segundo o vendedor, os pais do jovem que organizou o evento são coniventes com a situação. Eles não chegaram a presenciar a situação de hoje porque estavam viajando, mas, segundo o morador, houve outras festas em que o casal estava na residência quando houve barulho e confusão. “A PM estava dentro da lei. É uma molecada que acha que está acima da lei”, afirma.

O som alto também incomodou a militar do Exército Vânia Antunes Mascarenhas, 38 anos. “Hoje 6h20 eu acordei assustada com eles gritando na frente da casa. Aqui é um lugar residencial. Eu sou militar, é meu dia de folga e quanto eu quero dormir um pouco mais, não consigo”, reclama.

Ela não chegou a presenciar a situação, mas reclama da algazarra, uma vez que também mora com os pais idosos. Geralmente, conforme a militar, os jovens se reúnem em feriados prolongados.

O Campo Grande News foi até a mansão onde aconteceu a festa, mas ninguém atendeu a equipe de reportagem.

Semelhante – No feriado prolongado do dia 25 de março, Sexta-Feira Santa, grupo de 28 jovens acabou na delegacia após uma festa barulhenta ao lado da casa de um desembargador, que chamou a polícia de denunciou a situação.

De acordo com os policiais que participaram da ação, os jovens não obedeceram a ordem para reduzir a bagunça por três vezes. Ao contrário, na quarta vez, sabendo que a polícia estava na frente da residência, localizada na Rua Pernambuco, logo depois da Rua Ceará, com giroflex ligado, eles ainda aumentaram mais o som e começaram a vaiar a presença dos policiais.

Os 28 jovens, com idades entre 20 a 25 anos, de classe média alta, foram levados em oito viaturas, sem algemas. As nove mulheres seguiram no banco de trás, detalhou um policial que participou da ação. Apenas dois dos homens resistiram a prisão.

Junto com os jovens, a polícia apreendeu 14 garrafas de vodca, quatro de uísque e narguilés. Depois do registro da ocorrência no início da manhã, os policiais aguardavam a presença do desembargador na delegacia para liberação das pessoas apreendidas.

371 total views, 7 views today

Esta entrada foi publicada em Aspectos Penais, Festas, Notícias (Clipping), vizinho. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta