Moradores do Eldorado reclamam de transtornos causados por poluição sonora

Área é bastante movimentada à noite e som alto é inimigo antigo da paz dos moradores

sexta-feira 26 de dezembro de 2014 – 1:53 PM

Isabelle Marques / portal@d24am.com

Fonte (original): http://new.d24am.com/noticias/amazonas/moradores-eldorado-reclamam-transtornos-causados-poluicao-sonora/126433 

Protesto dos moradores é antigo e até hoje nenhuma solução efetiva foi dada Foto; Sandro Pereira

Manaus – Os moradores do Conjunto Eldorado reclamam da poluição sonora produzida pelos bares da redondeza. O volume elevado dos aparelhos de som dos bares, que segue de terça-feira a domingo indo até a madrugada, segundo moradores, impede quem mora na área de ter uma noite de sono sem perturbações ou mesmo uma conversa familiar em casa.

“É impossível viver em paz com esse barulho. É uma falta de respeito com os moradores. Não queremos que os bares fechem nem que eles parem de ganhar o dinheiro deles, só queremos sossego. Os bares causam uma desordem no bairro. As ruas mais prejudicadas são as O, P, Q e R.”, afirmou a moradora da rua R, Marta Assunção, de 53 anos.

Depois de continuas denúncias dos moradores do conjunto, foi firmado, em 2011, um Termo de Ajustamento de Conduta entre a Prefeitura de Manaus e os estabelecimentos comerciais, bares e Restaurantes do Conjunto Eldorado,  no qual os bares se comprometem a “não praticar e cobrir as práticas que causam poluição sonora, como o uso de carros com som ligado em volume alto, caixas de som em espaços público ou em áreas internas dos bares com emissões de ruídos acima da especificada pela legislação ambiental”.

Entretanto, segundo os moradores, a norma  não é seguida pelos responsáveis dos comércios da área.

A aposentada Elza Paixão, 66 anos, é moradora da Rua Q e se sente prejudicada pelo barulho. “Já fomos a Prefeitura, no Ministério Público e na Delegacia do Meio Ambiente, mas infelizmente ainda não obtivemos nenhuma melhora. Eu moro na rua ao lado do Bar do Caranguejo e por causa do excesso de barulho, só consigo dormir depois de acabar o som, lá pelas duas ou três da manhã”, afirmou Elza.

Equipe Emergencial

Entre o período de 26 de dezembro a 2 de janeiro e nos feriados, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) terá equipes de plantão para atender situações emergenciais de 15h as 23h.  O volume máximo de decibéis permitido é de 45.

Das 6.257 denúncias recebidas pela Semmas até novembro deste ano, 4.052 eram relativas à poluição sonora. Para 2015, a intenção da Secretaria é priorizar o trabalho de educação ambiental nos bairros para tentar reduzir o índice de poluição sonora residencial, com uma campanha especifica voltada para essa situação. 

562 total views, 3 views today

Esta entrada foi publicada em Artigos, Bares e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta