PM registra mais de 200 ocorrências envolvendo barulho em Uberlândia

No ano passado foram 1.268 casos de perturbação de sossego.
Polícia informou que fiscaliza e pune quem não respeita limite.

Do G1 Triângulo Mineiro

Fonte (original): http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2012/03/pm-registra-mais-de-200-ocorrencias-envolvendo-barulho-em-uberlandia.html 

Nos dois primeiros meses deste ano, a Polícia Militar de Uberlândia registrou mais de 200 ocorrências de perturbação de sossego. Em 2011, foram 1.268 envolvendo barulho, a maior parte durante o fim de semana.

No Centro da cidade, o festival de sons provocado pelo vai e vém de carros, motos e ônibus é diário. A dona de casa Neusa Ferreira Resende não gosta. “Quando é festa de vizinho fico a noite toda sem dormir. O tempo passa e quando vejo já é hora de levantar”, disse. O barulho não fica só na região central e chega até aos bairros. Quem mora na periferia reclama do que ouve. “O som alto dos carros incomoda”, disse a dona de casa Ana Lúcia Melo Santos.

Na terça-feira (28), uma festa em uma república no Bairro Santa Mônica terminou na confusão entre estudantes universitários e a polícia por causa do barulho que eles estavam fazendo. Segundo a PM, alguns alunos foram detidos por desacato.

saiba mais

A Polícia Militar fiscaliza e pune quem gosta de aumentar o volume do som ou fazer qualquer tipo de barulho que atrapalha o vizinho ou a comunidade. “Solicitamos que a pessoa faça primeiramente um contato com o responsável pelo som e, se não for atendido, que solicite a Polícia Militar para registrar o Boletim de Ocorrencia. Na primeira vez a PM vai adverter e, se persistir, pode ser aplicada a multa”, explicou o tenente coronel da PM, Wesley Barbosa.

O coordenador da Patrulha Ambiental de Uberlândia, Alessandro Uchitel, informou que desde 2007 o trabalho de fiscalização é desenvolvido em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Tranportes e com o apoio da Polícia Militar. “A lei determina que a partir das 22h o barulho não ultrapasse os 50 decibéis. Além do que determina a lei, é preciso que as pessoas tenham consciência, educação e bom senso. A lei é a mesma tanto para atividades comerciais quanto residenciais. É preciso tentar chegar a um acordo em situações de incômodo. Se é uma festa isolada é uma coisa, mas se o barulho é constante é preciso sim tomar medidas mais sérias”, explicou.

O telefone da Patrulha Ambiental é o 0800-940-1133 .

913 total views, 3 views today

Esta entrada foi publicada em Aspectos Penais, Notícias (Clipping). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta