Moradores reclamam do excesso de barulho em bares, restaurantes e igrejas de JF

Fonte (original) http://201.76.44.25/2011/11/14/moradores-reclamam-do-excesso-de-barulho-em-bares-restaurantes-e-igrejas-de-jf

Publicado em 14/11/2011 às 18:12 Por MGTV Panorama

Em alguns pontos da cidade, a madrugada é tão intensa quanto o horário comercial

Música com volume excessivo, veículos com motores barulhentos, buzinas, freadas, conversa em voz alta. Conviver com situações como essas não é fácil e quem mora em algumas regiões de Juiz de Fora sabe que a madrugada é tão intensa quanto o horário comercial.
É o caso da administradora Rosane de Freitas Lima. O sonho da casa própria foi concretizado há dois anos. Mas o que seria motivo de festa, ainda não pode ser comemorado como queria. Tudo por causa do barulho, principalmente nos finais de semana: carros que passam em alta velocidade e músicas altas de igrejas vizinhas. Tem dias em que ela nem consegue dormir no quarto.
Quem mora nas regiões com vida noturna mais agitada também sofre com a chamada perturbação do sossego. Dependendo do número de pessoas nos bares e nas ruas, o barulho incomoda durante toda a madrugada. A advogada Márcia Assis, moradora do bairro São Mateus, sabe bem disto. A janela do quarto fica em frente a alguns bares. Dormir se tornou difícil, principalmente nas sextas e nos sábados.
A arquiteta Letícia Zambrano, especialista em mobilidade urbana, visitou uma das áreas mais barulhentas do bairro São Mateus e com a ajuda de um aparelho específico mediu o nível de ruído do ambiente. De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o máximo permitido após às 22h é 55 decibéis. Na medição feita por Letícia, o barulho ultrapassava os 80. Ela acredita que só uma união dos moradores pode amenizar o problema.
A Secretaria de Atividades Urbanas (SAL) diz que a fiscalização é frequente em bares, restaurantes e casas noturnas, e que o primeiro item verificado é se há licença para som. As equipes também usam o decibelímetro e se for constatado que o barulho está acima do permitido o estabelecimento pode receber uma multa de R$1 mil e ter o alvará cassado. As regiões com mais ocorrências deste tipo são a Cidade Alta e os bairros São Mateus e Alto dos Passos. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (32) 3690-7507.

401 total views, 3 views today

Esta entrada foi publicada em Notícias (Clipping). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta