Senado abre consulta sobre proibição de fogos de artifício com barulho

Por Francione Pruch domingo, 07 jan 2018 19:51 PM

Fogos de artifício / Foto: EBC

Fonte (original): http://www.rbj.com.br/geral/senado-abre-consulta-sobre-proibicao-de-fogos-de-artificio-com-barulho-2751.html

Os fogos de artifícios fazem parte do cotidiano do brasileiro, seja para celebrar uma festa, vitória do time, alguma data em especial ou principalmente a passagem de ano. A utilização desse produto sempre gera polêmica, em especial pelo estrondo produzido.

Muitas pessoas são contra porque têm crianças, outros pelo transtorno causado aos cachorros. Mas está em debate no Senado Federal a proposta que visa proibir fogos de artifício com ruídos (rojões, morteiros, bombas, etc).

A proposta está em consulta pública através do site do Senado Federal. O tema foi apresentado pelo Senador Rogério Nagai, do estado de São Paulo.  “Inúmeros problemas são ocasionados como: amputamento de dedos, stress nas crianças autistas, incômodo nas pessoas em leitos de hospitais, mortes, etc. Nos animais causam: desnorteamento, surdez, ataque cardíaco indo a óbito (principalmente aves), atropelamento em razão de fuga, etc”. Argumenta o parlamentar no projeto.

Para que o senado comece a debater a proposta, a votação deve atingir no mínimo 20 mil votos. Até a noite deste domingo (07), o projeto recebeu mais de 49 mil apoiadores.

Para participar da votação, a pessoa precisa fazer cadastro no site ou se conectar com a conta particular do Faccebook ou Google.

Clique para participar da votação.

Proibição da venda de fogos barulhentos

Outra proposta que circula em Brasília é de autoria do Senador Vinicius Correia, de Alagoas. A medida visa à proibição da venda de fogos de artifício barulhentos e rojões em todo território nacional.

A população também pode votar. Até o momento mais de 5.900 pessoas apoiam a ideia.

Clique para participar da votação.

1,479 total views, 3 views today

Esta entrada foi publicada em Animais, Fogos de Artifício, Notícias (Clipping) e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta