Porto Velho: incomodado com barulho, militar do exército joga granada nos vizinhos

A cada dia, os limites de tolerância dos cidadãos às perturbações sonoras são testados por arruaceiros de plantão.

Nesta sexta  (12/04/2019), foi a vez de um soldado militar que, vitimado pelo barulho de vizinhos, acabou por jogar uma granada de luz e som na multidão.

Veja, neste clipping, a notícia veiculada pelo periódico Ariquemes On Line de Rondônia:

Granada

Um soldado de 23 anos, que serve no 17º Pelotão de Polícia do Exército, foi preso após jogar uma granada em vizinhos no bairro Socialista, Zona Leste de Porto Velho. Caso aconteceu na noite da última sexta-feira (12).

Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito pegou a granada durante uma instrução do Exército e levou para casa porque esqueceu de devolvê-la aos superiores. O soldado diz que na sexta-feira, um grupo de pessoas estava fazendo arruaça em frente à residência onde mora e por isso usou a granada de luz e som para inibir os populares.

Após a explosão, a Polícia Militar (PM) foi acionada e diante do ocorrido foi dada voz de prisão ao jovem. Ele foi levado à Central de Flagrantes da capital.

Testemunhas confirmaram aos PMs que ouviram o barulho da explosão durante a noite. Populares encontraram estilhaços da granada no local e entregaram aos policiais.

Ao G1 o Exército confirmou que o suspeito é soldado e serve no 17º Pelotão de Polícia. Conforme o que foi apurado, o jovem acionou a granada após discutir com vizinhos. Segundo a corporação, não houve danos pessoais ou materiais.

Em nota, o Exército afirmou que será realizada uma investigação para apurar se a granada foi desviada, ou não, da instituição.

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva ainda declarou que prioriza a conduta honesta de seus colaboradores e não compactua com qualquer ação de seus integrantes que fira aos direitos e garantias fundamentais do cidadão.

Leia à íntegra da nota divulgada pelo Exército:

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE INCIDENTE COM MILITAR DO EXÉRCITO BRASILEIRO

Na noite do dia 12 de abril de 2019, o soldado (Sd) do Efetivo Profissional (EP), servindo no 17º Pelotão de Polícia do Exército (17º Pel PE), acionou um artefato de distração após discutir com vizinhos.

Foi conduzido a Divisão de Flagrantes (DIFLAG) Porto Velho-RO, onde foi lavrado um Boletim de Ocorrência (BO) por perturbação da ordem pública, sendo liberado a seguir. Não houve quaisquer danos pessoais ou materiais.

Será realizada a devida apuração protocolar prevista nos regulamentos da Força Terrestre para apurar responsabilidades e verificar se o artefato empregado pelo militar foi desviado ou não de instrução.

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva prioriza a conduta ilibada de seus quadros e não compactua com qualquer ação de seus integrantes que vá de encontro aos direitos e garantias fundamentais do cidadão.

Fonte: Ariquemes On Line 
Autor: Ana Kézia Gomes, G1 RO
Link para o original: Clique aqui

410 total views, 2 views today

Esta entrada foi publicada em Aspectos Penais, Notícias (Clipping), Violência, vizinho e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta